(41) 3679.8100

Radioterapia do HAC é capaz de realizar cirurgia sem cortes

Boas notícias: o tratamento radioterápico do Hospital Angelina Caron está mais preciso, ágil e seguro, graças aos aparelhos de radioterapia de última geração adquiridos recentemente. Entre os novos equipamentos está o multi-leaf capaz de realizar radioterapia de intensidade modulada (IMRT), radioterapia guiada por imagem (IGRT) e radiocirurgia – a chamada cirurgia sem cortes utilizada em alguns tumores e condições benignas.

O novo equipamento permite proteger os órgãos adjacentes, aqueles que estão próximos aos tecidos afetados por tumores, mas estão saudáveis, e antes também receberiam a radiação. Essa tecnologia é menos invasiva e permite preservar os tecidos não comprometidos. Assim, o processo de planejamento e execução do tratamento que anteriormente envolvia a confecção artesanal de blocos se tornou totalmente computadorizado.

“O formato do campo de irradiação que sai do colimador é quadrangular. O colimador multileaf integrado ao Elekta Synergy permite desenhar exatamente o campo de radiação de cada paciente. Podemos traçar até o formato mais sinuoso, como o de uma letra jota, se essa for a forma da área a ser tratada. O novo equipamento também é dotado de feixes de fótons e elétrons de diversas energias que permitem a elaboração de tratamentos mais adequados para a necessidade de cada paciente”, explica o médico Alexandre Alvim, responsável pelo setor de radioterapia do HAC.

A chegada do Elekta Synergy amplia em 62% a capacidade de atendimento do setor de radioterapia do HAC. Em média, eram atendidos 140 pacientes por dia na ala de oncologia e a capacidade agora sobe para 267 atendimentos diários.

A aquisição do equipamento pelo Hospital Angelina Caron faz parte do Projeto Radioterapia Moderna para Idosos, que integra o Fundo Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa de Campina Grande do Sul.