(41) 3679.8100

29 de agosto: Dia Nacional de Combate ao Fumo

Combate ao fumo
Dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) revelam que o tabagismo é a principal causa de morte evitávelatingindo 200 mil pessoas por ano, no Brasil. Para conscientizar e mobilizar a população sobre os riscos decorrentes do uso do cigarro instituiu-se em 1986 pela Lei nº 7488, o dia 29 de agosto como o Dia Nacional de Combate ao Fumo.
 
Outro dado da OMS é que o tabagismo pode desencadear outros sérios problemas de saúde, como: infarto do miocárdio, enfisema pulmonar, derrame, câncer de pulmão, de traqueia, de laringe e de brônquio; impotência sexual no homem, infertilidade da mulher, hipertensão e diabetes.
 
E o risco não é só para aqueles que fumam. Os fumantes passivos, aqueles que não fumam diretamente, mas que exalam a fumaça do cigarro, também são vítimas. Esse grupo em contato com o tabaco possui risco aumentado de desenvolver câncer de pulmão e doenças cardiovasculares e respiratórias, como a asma e pneumonia. 
 
O Hospital Angelina Caron, sob a ótica da promoção da saúde, junta-se ao Ministério da Saúde e outras instituições de combate ao fumo como o INCA – Instituto Nacional de Câncer, na luta para reduzir a prevalência de fumantes e a consequente morbimortalidade relacionada ao consumo de derivados do tabaco.
 
São ações educativas, de comunicação, de atenção à saúde, associadas às medidas legislativas e econômicas, que permitem potencializar a prevenção à iniciação do tabagismo, a promoção da cessação de fumar e a proteção à população da exposição à fumaça em ambientes públicos.