(41) 3679.8100

Outubro Rosa – A cor da prevenção

Outubro-Rosa
Estamos no mês que é um símbolo no combate ao câncer de mama. É a doença que mais mata a mulheres no mundo, mas que pode salvar muitas delas por meio da informação, do diagnóstico e do tratamento precoces. Nestes casos, importantes tecnologias propiciam a cura total do tumor. E a melhor notícia: grande parte destes avanços está na rotina do Hospital Angelina Caron, que tem por diferencial o atendimento integral pelo SUS.

Estatísticas

Dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA) revelam que, anualmente, mais de 57 mil mulheres contraem câncer de mama no Brasil. A idade é fator de risco para a doença, mas contribuem também fatores ambientais e comportamentais.

Autoexame

O câncer de mama precisa ser diagnóstico precocemente, em suas fases iniciais. Aí, as chances de tratamento e cura são altas. No autoexame, a mulher consegue verificar alguns sintomas suspeitos da doença, como a presença de caroço (nódulo) fixo, endurecido e, geralmente, indolor. A pele da mama toma cor avermelhada, retraída ou parecida com casca de laranja. Surgem alterações no bico do peito e pequenos nódulos embaixo dos braços ou pescoço.

A procura por um médico, assim que são verificados estes sinais, é de extrema importância. O especialista saberá detectar se a paciente realmente apresenta um tumor, bem como indicará o tratamento mais adequado, para cada etapa. O mais importante é não deixar o tempo passar. Porque neste caso, ele representa vida!